sexta-feira, 13 de março de 2009

Assembléia de 11 de março - Auxiliares de Biblioteca Escolar da PBH fazem-se ouvir


Foi grande a participação de Auxiliares de Biblioteca na assembléia realizada no Órion, dia 11 de março. Os muitos(as) auxiliares presentes mostraram que a nossa mobilização é possível.

A pauta foi aprovada em quase sua totalidade. Destaque para o índice de reajuste que será reivindicado. Posto em votação o índice unificado de 26%, surgiu outra proposta: 19%, porém com recuperação das perdas sofridas pelos segmentos que tiveram, anteriormente, reajuste menor e diferenciado. Esta foi a proposta mais votada. Por pequena diferença.

Destaque também para a dimensão atingida pelos (as) auxiliares de biblioteca na assembléia. Foram duas intervenções para avaliação no total de nove. Pelos (as) auxiliares de biblioteca falaram Alexandre Campinas e Daniel Oliveira, ambos ressaltando perdas salariais e denunciando diferença de tratamento por parte da PBH, entre outras coisas. Além dessas avaliações Daniel também falou uma vez mais para defender o reajuste de 26%. Tal participação é inédita para auxiliares em assembléias da categoria. Isso demonstra a determinação e o respeito que o nosso segmento vem alcançando dentro do Sind-Rede/BH.

Auxiliares de Biblioteca no Fundeb: Vitória de todos (as)

Não bastasse toda a movimentação dos(as) auxiliares de biblioteca, dois deles foram eleitos para o Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - Fundeb: Alexandre Campinas da E.M. Profa. Alcida Torres, como titular e Daniel Oliveira da E.M. José Calazans, como suplente.

Além dos auxiliares, foram eleitos a professora Maria da Consolação, a Consola, como titular e o professor Efigênio Sinval, como suplente.

Vitória total do nosso segmento, cada vez mais presente e atuante !

Prefeito "mandou o Lima"...

Mas não era ele o grande negociador ?

A assembléia foi complementada com uma caminhada até a PBH para entrega da pauta ao prefeito. Nova comissão foi formada para entrar na PBH, estranhamente vazia e protegida ostensivamente pelos Guardas Municipais contra a população. É preciso dizer mais alguma coisa ?! O prefeito, claro, não recebeu este segmento da população que, além de tudo, são servidores municipais. Mandou "o Lima", ou melhor (pior ??) dizendo, o conhecido Otílio, bom, antigo e fiel para-choques da PBH. Otílio comprometeu-se com a comissão - e com toda a categoria - a levar o documento ao prefeito e marcar uma audiência.

A ver, Otílio, a ver...



Nenhum comentário: